Últimas Notícias

 

Está terminando mais um ano e com ele, chega o Recesso Legislativo, definido pela Lei Orgânica do Município de Barra do Piraí em seu artigo 25.

Mas o trabalho não pode parar e continuarei ativo, visitando bairros e distritos de nossa cidade, buscando melhorar a qualidade de vida dos moradores de Barra do Piraí.

Além disso, nesta quarta-feira, dia 12 de dezembro e na próxima terça-feira, 18 de dezembro, a Câmara de Vereadores se reunirá em Sessão Extraordinária para tratar de assuntos importantes para a Administração Municipal, entre eles, o Orçamento Municipal do ano de 2019. Nós, vereadores, não receberemos nenhum valor extra por estas sessões, não onerando desta forma, os cofres do município.

Compareçam a estas duas importantíssimas sessões! Na verdade, é preciso que a população compareça sempre que possível e exerça seu direito de fiscalização.

Eu sou um servidor municipal. Trabalho para o povo de Barra do Piraí e saibam que podem continuar contando comigo.

#SouBarrense

 

 

Esse pequeno trecho clássico do poema "O povo ao Poder" do poeta brasileiro, já em sua época, fazia críticas sociopolíticas sobre a importância da participação do povo nas instâncias de poder. E hoje, com muita alegria, podemos desfrutar do resultado de uma grande participação popular ao ver os moradores da Vila Maia, em Dorandia, tomar a iniciativa em reformar a praça Ede de Almeida, abandonada pelo tempo e sem nenhuma perspectiva de reforma por parte do Executivo municipal.

E tudo começou quando os próprios moradores convidaram a mim, Cristiano Almeida, e o amigo Paulo Cézar Cezinha, para uma reunião na Vila Maia, onde foi tratado de vários assuntos, inclusive o interesse que tinham em reformar essa Praça.

Eu, especialmente, fiquei muito feliz porque essa praça tem o nome de meu avô, pai de meu pai. Agora o resultado está nas fotos que todos podemos ver, um lugar limpo e feliz, uma verdadeira área de lazer para adultos e crianças desfrutarem com alegria.

 

EDE 06

EDE 06

EDE 06

EDE 06

EDE 06

EDE 06

 

 

É dessa forma que podemos ajudar os moradores. Nós, vereadores, temos uma responsabilidade muito grande em mudar a vida das pessoas, tirando delas a decepção no coração para transformar em alegria estampada nos seus rostos. Será que seremos multados por contribuir com a nossa cidade?

Agradeço em nome de minha família a todos os moradores e envolvidos neste grande momento para a Vila Maia.

#SouBarrense

 

Em 2016, após 08 anos afastado da vida pública para me dedicar à minha profissão e principalmente, à minha família, fui eleito pelo povo barrense para cumprir meu 2° mandato e, assim como meus outros pares, temos uma responsabilidade muito grande representando cada cidadão na Câmara Municipal.

Todos os dias, sou questionado por moradores que cobram, com razão, melhorias para a sua rua e seu bairro. “Vereador, por que não arruma a minha rua? Por que não constrói uma quadra? Por que não troca as lâmpadas queimadas? Por que não reforma o posto de saúde, a praça e a escola?”, entre tantos outros pedidos. Sempre respondo que a obrigação constitucional do vereador é representar a comunidade, legislar e fiscalizar as contas públicas, e isso, tenho feito com muita dedicação!

Vereador não constrói nada, não reforma nada, não contrata empresa de ônibus e lixo. O papel do vereador é criar leis e acompanhar as contas públicas.

Cito como exemplo o que aconteceu com o meu amigo, vereador Paulo Cézar Cezinha, que ao tentar ajudar o distrito da Califórnia, contribuindo com a comunidade no mutirão de limpeza, uma simples limpeza, de uma praça, recebeu uma multa do executivo no valor de R$ 753,60 (foto abaixo), após denúncia na secretaria de obras.

 

47203972 10213158223373703 3917071098063093760 o



Neste caso mesmo que o vereador esteja bem intencionado em ajudar, não é atributo dele realizar obra ou algo parecido, mesmo vendo a passividade e ineficiência do governo Municipal em fazer a sua obrigação, pune com uma multa um vereador que só quis ajudar as pessoas de sua comunidade.

O que eu quero com essa publicação é chamar você, amigo cidadão, a conhecer o trabalho do Vereador, saber de suas verdadeiras funções. Visite a Câmara Municipal e conheça o trabalho de cada um de nós!

 

Toda essa movimentação do prefeito visando reduzir o percentual que os servidores da saúde devem receber como incentivo variável através do PMAQ me causou estranheza, e por isso, protocolei na sessão desta quinta-feira, 29, o Requerimento 088/2018.

 

47105675 784302378577678 8555383499954061312 n

 


Nele, cobro da prefeitura, explicações sobre a verba PMAQ, solicitando valores recebidos do Governo Federal, a forma como os funcionários estão sendo pagos e até mesmo, se estão sendo pagos. Caso não estejam recebendo a gratificação, o prefeito pode estar incorrendo em crime de apropriação indébita. 


Repito, meu compromisso não é com políticos e sim com o povo de Barra do Piraí e com um olhar carinhoso e preocupado para os servidores públicos.
Valorizar os servidores da Secretaria de Saúde e a todos os Servidores Municipais é meu compromisso.


#SouBarrense

 

 

Na última terça-feira, 27 de novembro, a prefeitura encaminhou um Projeto de Lei para votação na Câmara de Vereadores que reduzia o percentual garantido de repasse da verba de incentivo variável por desempenho de metas, aos servidores públicos estatutários e/ou celetistas municipais de saúde, das equipes de atenção básica e do CEO (Centro de Especialidade Odontológica) que aderirem ao PMAQ – “Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica”.

Ano passado, em novembro, emendei, com o apoio do vereador Cezinha, o projeto do prefeito que garantia apenas 40% da verba para ser repassada aos servidores e tinha pontos controversos como o não pagamento desta gratificação em dias de faltas justificadas. Acesse a matéria neste link e entenda o que aconteceu (http://bit.ly/cabp-emendapmaq )

Batalhei na Câmara e aprovamos esta emenda, que teve por objetivo único, valorizar os servidores da secretaria de saúde, aderidos ao programa, garantindo que 100% desta verba fossem destinadas a eles.

Fiquei surpreso ao ver o projeto do executivo em tramitação e imediatamente, em defesa desses servidores que contam com esta pequena “gratificação” para complemento de renda, pedi o apoio dos vereadores da casa para que nem apreciássemos o Projeto de Lei 115/2018 do Gabinete do Prefeito, que em minha opinião, é uma ofensa aos servidores por se tratar de matéria já decidida e publicada no Boletim Municipal 975 de 28 de junho deste ano.

Mais uma vez o prefeito quer “fazer caixa” à custa dos servidores e eu NUNCA permitirei que isso aconteça!

#SouBarrense

ProcureAqui

MaisLidas

Facebook