Últimas Notícias

Reunião Discute Ações da PM de Enfrentamento a Problemas na Comunidade Escolar

 

Nesta terça-feira, 18, também participei da “XIII Reunião do Conselho Comunitário de Segurança Escolar”, realizada pelo comando do 10º Batalhão de Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.

O objetivo do encontro vem da necessidade de se manter constantes discussões acerca dos problemas que ocorrem na comunidade escolar e necessitam de enfrentamento por parte da PMERJ, como o tráfico de drogas.

A reunião, que aconteceu no auditório do 10º BPM foi conduzida pelo Tenente Coronel Wagner Mello da Silva, comandante interino deste destacamento que além de Barra do Piraí, atende aos municípios de Paty do Alferes, Miguel Pereira, Valença, Rio das Flores, Vassouras, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes e Piraí. Ele explicou as ações desenvolvidas pela PM na região, momento em que perguntei sobre a possibilidade da presença constante da PM na porta das escolas, porém, o Tenente Coronel disse que infelizmente, essa é uma ação de competência exclusiva da Guarda Municipal.

Após este momento, pedi a palavra para sugerir o desenvolvimento de parcerias com a sociedade civil, como a Associação Comercial e Empresarial de Barra do Piraí para a realização de algum evento que possibilite o apoio da sociedade aos Policiais Militares, para que estes possam, por exemplo, realizar a manutenção das viaturas, já que ante a grave crise que o estado enfrenta, a PMERJ encontra-se em grande dificuldade de arcar com as despesas mínimas para o desenvolvimento de sua importantíssima função em nossa sociedade, que é proteger-nos.

Aproveitei também a ocasião para exaltar o trabalho da PM com o PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), que é a adaptação do D.A.R.E. – Drug Abuse Resistance Education (Educação para resistir ao abuso de drogas), programa americano criado em 1983, na Cidade de Los Angeles, Califórnia.

Em 1992, o PROERD chegou ao Brasil. A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro foi a pioneira, quando o Comandante Geral da Corporação à época, Coronel PM Carlos Magno Nazareth Cerqueira, após conhecer o D.A.R.E. nos Estados Unidos, decidiu implementá-lo na Corporação, e desde então, mais de um milhão de crianças foram atendidas pelo PROERD somente no estado do Rio de Janeiro. Após o sucesso do PROERD no Rio de Janeiro, o programa foi implantado por todas as Polícias Militares do país, e tem como principais objetivos prevenir o abuso de drogas lícitas e ilícitas, orientando crianças, adolescentes, pais e responsáveis, e fortalecer a autoestima dos alunos, ensinando-os a valorizarem a vida, mostrando opções saudáveis de comportamento, longe das drogas e da violência. Além disso, o PROERD aproxima a comunidade da Polícia Militar, estreitando laços e trabalhando em conjunto.

Pedi então ao Comandante que busque implementar o programa em mais escolas e mais turmas, com o intuito de impactar mais jovens, prevenindo desta forma o acesso às drogas através de esclarecimento e conversas francas com o alunado.

O Tenente Coronel Mello explicou que é esta a intenção da PM, que busca evitar que cada vez mais jovens tomem o caminho tortuoso da criminalidade.